Sobre o Fim dos Tempos

Era chegada a hora. O dia pacato que se seguia na Terra seria mudado rapidamente. O céu subitamente escureceu, exceto por um imenso foco de luz. Uma luz muito forte, e muito clara, rodeando, na verdade, um homem. Seus cabelos e barbas eram compridos e um coral de anjos o acompanhava. Devido a seu canto sagrado os mortos, outrora bem enterrados, começaram a sair de suas tumbas.

Junto deles também se manifestaram quatro cavaleiros, cada um montado em seu cavalo de cor distinta. Estes, porém, não foram muito longe, visto que lanças atiradas dos céus os derrubaram. Acontece que depois do rigoroso inverno os lobos finalmente comeram o sol e a lua, libertando Lóki, Fenrir e todos os outros. O exército de Odin já lutava contra o inevitável Ragnarök.

Assim os espiritos dos guerreiros enfrentavam os corpos dos pecadores, enquanto Thor usava seu poderoso martelo contra a terrível serpente voadora. Em outro foco de batalha Lóki vencia Heimdall e Hades subia para a Terra com a intenção de reclamar os fugitivos de seus domínios. Com sua saída o portão do inferno permaneceu aberto e Lúcifer, disfarçado de falso profeta, saiu de lá. Rapidamente juntou uma pequena multidão que ouviam cegamente os seus conselhos tentando evitar o caos.

Tendo Hades tomado uma iniciativa, Zeus, seu irmão mais novo, desceu do Olimpo. Usou de seus poderosos trovões para acabar de vez com a serpente que importunava Thor. Os olhares dos dois se cruzaram. Uma tensão e raiva pairou entre os dois. Em seu íntimo os dois pensavam a mesma coisa: “Esse maldito barbudo está roubando meus trovões!”

Logo o céu começou a trovejar, anunciando a briga que estava para começar. Com os flashes a briga que ocorria no mar se tornou ainda mais visível. Os navios de Odin eram naufragados por um irado Poseidon que não gostou de ter seus domínios invadidos por um pirata caolho.

Em meio a trovoada outros feixes de luz – completamente diferentes – surgiram dos céus. Os maias voltavam para salvar a humanidade, revelando todos os seus segredos e iniciando a nova era, afinal o ano de dois mil e doze marcava o fim. Infelizmente o grupo foi apanhado por um fogo cruzado. Tyr resolveu ignorar as diferenças com Ares e ambos tentavam destruir o imenso monstro com corpo humanóide, asas de dragão e cabeça de polvo que havia surgido sem se saber de onde.

Em sua tentativa desesperada de fuga os maias procuraram por Quetzalcoatl, mas tudo o que encontraram de seu deus da vida foram os restos chamuscados e esmagados de seu corpo. Subitamente, devido ao desregulamento do clima, uma onde gigante inundou a cidade, mas um estranho monstro voador de espaghetti derrubou um prédio, salvando parte da cidade com sua barreira improvisada. Nem todos os moradores tiveram sorte com esse gesto, visto que Anubis não foi arrastado pela enchente. O deus percebeu, após a morte de Rá, que seu calendário finalmente havia chegado ao fim. Sendo assim ele deveria levar consigo todas as almas que conseguisse, mas o egípcio estava levando a pior perante Hades e Lúcifer. Os dois sabiam melhor que humanos escolher, pois eram mais jovens e conheciam melhor as almas humanas modernas. Afinal, todo guerreiro morto fugia imediatamente e voltava como guerreiro de Odin, enquanto todo arrependido voltava para o seu corpo e ajudava Jesus.

Todo esse caos não durou muito tempo. Logo chegou o momento. No horário de meio dia e doze, com doze segundos do dia doze de dezembro de dois mil e doze; a criança nascida as seis horas, seis minutos e seis segundos do dia seis de junho de dois mil e seis completava seis anos, seis meses, seis dias, seis horas, seis minutos e seis segundos. As nuvens então se abriram, revelando todo o explendor do universo. A mordida do lobo soltou um pedaço do sol, que rapidamente se dirigiu à Terra. O impacto foi tão forte que toda forma de vida deixou de existir.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: