Sobre Esperança

Por vezes a verdade é algo simples demais para que acreditemos nela. A necessidade absurda de fugir do óbvio prende a humanidade em paradoxos e dilemas que jamais teriam existido não fosse a dúvida.

Mas a verdade – e por “verdade” entenda-se “realidade dos fatos” – é que Ângela estava em um lugar melhor. Um campo florido cheio de pessoas alegres e cantantes. Tudo era paz, harmonia e felicidade, mas fugia completamente do tédio. Na verdade tal alegria ocupava todo o tempo e todo o espaço.

No mundo físico, onde a “vida continua”, as pessoas ainda sentiam falta da menina. E cada vez que alguém pensava nela, uma estranha sensação de satisfação a invadia. Ela não sabia bem como ou porque, mas era como as coisas funcionavam.

Isso ocorria porque cada pensamento, saudade, sentimento, enfim, cada lembrança significava um sopro de vida eterna. Enquanto houvesse falta haveria existência. Algumas almas continuavam eternas por muito tempo, outras por pouco.

Outro conceito que deve ser levado em conta no pós-vida é o perdão. Afinal, todos os que terminam a vida merecem descanso e alegria. Até mesmo os mais cruéis em vida acabam aproveitando por muito tempo, pois alcançaram seu objetivo: registraram seu nome na história.

Por vezes a eternidade acaba sendo interrompida. Porém, por mais óbvio que possa parecer, é sempre bom lembrar que a eternidade é eterna. Cedo ou tarde todos terminam bem. Quando não estão sendo lembrados ficam em uma espécie de semi-existência, apenas esperando sua chance de voltar.

E é bem assim que acontece. Tudo acaba bem. Ângela está bem. Todos estão bem. A vida pode ter terminado, mas a existência não.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: